As narrativas dos contos afro-brasileiros de Mestre Didi como patrimônio imaterial

Autores

  • Antônio Marcos dos Santos Cajé

DOI:

https://doi.org/10.35921/jangada.v0i4.45

Palavras-chave:

Literatura e história, Literatura afro-brasileira, contos, Oralidade

Resumo

Este trabalho tem como objetivo principal analisar os contos afro-brasileiros de Mestre Didi através de uma reflexão epistemológica. Para tanto, pretende-se traçar uma leitura sobre a junção da Literatura com a História, presente nos contos, entendendo como os contos afro-brasieliros possuem um conhecimento carregado de saberes e fazeres cognitivos que não podem ser perdidos ou ignorados. A metodologia utilizada é a teórica, com vistas a uma melhor explicitação do referencial epistemológico; revisão da literatura que tematiza a cultura afro-brasileira e a análise de conteúdo literário.

Palavras-chave: Literatura e história; literatura afro-brasileira; contos; oralidade. 

Referências

BURKE, Peter (org.). A escrita da História: novas perspectivas. São Paulo: Unesp, 1992.
BURKE, Peter. História e Teoria Social. São Paulo: UNESP, 2002.
CADERNOS NEGROS, nº 24. Contos afro-brasileiros. São Paulo: Quilombhole,2001.
CAJÉ, Marcos. Afrocontos: Ler e ouvir para transformar. Salvador: Quarteto, 2014.
CARDOSO, C. F. S. A ficção Científica, Imaginário do mundo contemporâneo: Uma introdução ao gênero. 1. Niterói: Vício de Leitura, 2003.
CARDOSO, C. F. S. Narrativa, Sentido, História. Campinas: Papyrus, 1997.
CARDOSO, C. F. S. Um historiador fala de teoria e metodologia: Ensaios. 1. ed. Bauru: EDUSC, 2005.
CHALHOUB, Sidney. Visões da liberdade: uma história das últimas décadas da escravidão na Corte. São Paulo: Companhia das Letras.
CHALHOUB, Sidney. Cidade Febril: cortiços e epidemias na Corte Imperial. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
CHALHOUB, Sidney. Machado de Assis, historiador. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
CHARTIER, Roger. À beira da falésia: a história entre certezas e inquietude. Porto Alegre: UFRGS, 2002.
CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: UNESP, 2002.
COSTA, Beatriz Moreira (Mãe Beata de Iemanjá). Caroço de Dendê: a sabedoria dos terreiros: como Ialorixás e Babalorixás passam seus conhecimentos a seus filhos. Rio de janeiro: Pallas, 1997.
DARNTON, Robert. O grande massacre dos gatos: e outros episódios da história cultural francesa. São Paulo: Paz e Terra, 2014.
DUARTE, Eduardo de Assis. (Org.) Afrodescendência no Brasil: antologia crítica. Belo Horizonte: UFMG, 2011.
GINZBURG, Carlo. 1939 – Mitos, emblemas, sinais: Morfologia e História.
Trad. Federico Caroti. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.
GINZBURG, Carlo. A micro-história e outros ensaios. Difel/ Bertrand, 1989.
LUZ, Marco Aurélio. Cultura negra em tempos pós-modernos. Salvador: EDUFBA, 2006.
PRANDI, Reginaldo. Contos e lendas afro-brasileiros: a criação do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). História da Criação do Mundo. Olinda, 1988.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). Xangô, el guerrero conquistador y otros cuentos de Bahia. Buenos Aires: Ediciones Silva Diaz, 1987.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). Contos crioulos da Bahia: Creole Tales of Bahia: ÁkójopòÍtànÁtenudénuÍran Omo OdùduwàniIlè Bahia (Brasíì).
Salvador: Núcleo Cultural Níger Okàn, 2004.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). Contos negros da Bahia e contos de Nagô. Salvador: Corrupio, 2003.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). Porque Oxalá usa Ekodidé. Salvador: Cavaleiro da Lua, 1966.
SANTOS, Deoscóredes M. (Mestre Didi). Yorubá tal Qual se Fala. Salvador: Tipografia Moderna, 1950.
SANTOS, Elbein J. dos. Os Nagôs e a Morte. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.
SANTOS, Juana Elbein dos (org.). Ancestralidade Africana no Brasil. Mestre Didi: 80 anos. Salvador: SECNEB, 1997 (CD-ROM).
SANTOS, Juana Elbein dos (org.). Autos Coreográficos Mestre Didi, 90 anos. Salvador: Corrupio, 2007.
Jangada: Colatina/Urbana, n. 4, jul-dez, 2014 - ISSN 2317-4722 – Pág. 122
SEVCENKO, Nicolau. Literatura como Missão: tensões sociais e criação cultural na Primeira República. 2ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.
SODRÉ, Jaime. A influência da religião afro-brasileira na obra escultórica do Mestre Didi. São Salvador: EDUFBA, 2006.
SODRÉ, Muniz. A verdade seduzida por um conceito de cultura no Brasil. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

Downloads

Publicado

2018-04-05

Como Citar

Cajé, A. M. dos S. (2018). As narrativas dos contos afro-brasileiros de Mestre Didi como patrimônio imaterial. Jangada: Crítica | Literatura | Artes, (4), 108–123. https://doi.org/10.35921/jangada.v0i4.45