À minha terra: leitura do sentimento nativista na poesia de Maia Ferreira e Gonçalves Dias

Autores

  • Júlio César Vieira

DOI:

https://doi.org/10.35921/jangada.v0i6.92

Palavras-chave:

Literatura Brasileira, Literatura Angolana, Nativismo, Maia Ferreira, Gonçalves Dias

Resumo

Resumo: Neste trabalho, analisaremos as configurações do nativismo em dois poetas de língua portuguesa: o brasileiro Antônio Gonçalves Dias (1823-1864) e
o angolano José da Silva Maia Ferreira (1827-1881). Contemporâneos entre si, ambos os poetas escrevem sob a égide do Romantismo e apresentam os temas
comuns a este movimento literário. A leitura que propomos buscará compreender as aproximações e os distanciamentos possíveis da produção destes poetas com relação ao tratamento dado ao sentimento de nacionalidade, o qual se apresenta, principalmente em Canção do exílio e À minha terra, de Gonçalves Dias e Maia Ferreira, respectivamente.

Palavras-Chave: Literatura brasileira, Literatura Angolana, Nativismo, Maia Ferreira, Gonçalves Dias.

_____________________
Abstract: In this paper, we analyze the settings of nativism in two Portuguese speaking poets: Brazilian Antônio Gonçalves Dias (1823-1864) and Angolan José
da Silva Maia Ferreira (1827-1881). Contemporary with each other, both poets write under the aegis of Romanticism and present the common themes of this
literary movement. The reading we suggest you seek to understand the similarities and the possible distances of the production of these poets with respect to the treatment given to the feeling of nationality, which is presented mainly in “Canção do exílio” and “A minha terra”, by Maia Ferreira and Gonçalves Dias, respectively.

Keywords: Brazilian Literature, Angolan Literature, Nativism, Maia Ferreira, Gonçalves Dias.

 

 

Referências

ASSIS, Machado de. Notícia da atual literatura brasileira: instinto de nacionalidade. In: Obra completa de Machado de Assis. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, vol. III, 1994.
BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.
BOSI, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira. 43 ed. São Paulo: Cultrix, 2006.
CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 14 ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2013.
CORRADO, Jacopo. À procura das influências brasileiras na construção da cultura literária angolana: O caso José da Silva Maia Ferreira. Maringá: 4º CELLI – Colóquio de Estudos Linguísticos e Literários, 2010.
Dias, Gonçalves. Primeiros Cantos. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=16654 . Acesso em 21 jan. 2014.
ERVEDOSA, Carlos. Roteiro da literatura angolana. 3. ed. Luana: UEA, 1985.
FERREIRA, José da Silva Maia. Espontaneidades da minha alma. 3º Ed. União dos Escritores Angolanos, 1985.
JACOB. Sheila Ribeiro. De Mucandas e Sûnguis, um texto de resistência: uma leitura do romance A casa velha das margens. Dissertação (mestrado). Universidade Federal Fluminense, Instituto de Letras, 2012.
MOSER, Gerald. Introdução. In: FERREIRA, José da Silva Maia. Espontaneidades da minha alma. 3º Ed. União dos Escritores Angolanos, 1985.

Downloads

Publicado

2018-04-24

Como Citar

Vieira, J. C. (2018). À minha terra: leitura do sentimento nativista na poesia de Maia Ferreira e Gonçalves Dias. Jangada: Crítica | Literatura | Artes, (6), 5–15. https://doi.org/10.35921/jangada.v0i6.92

Edição

Seção

Varia