Uma flor em metamorfose: A existência lésbica em "Momentos de ser: "Os alfinetes de Slater não têm pontas", de Virginia Woolf

Autores

  • Luísa Nunes Galvão Caron de Oliveira UFF

DOI:

https://doi.org/10.35921/jangada.v1i14.238

Palavras-chave:

Virginia Woolf, conto, ficção lésbica

Resumo

A fim de lançar luz a uma questão ainda pouco esmiuçada na ficção de Virginia Woolf, apresentamos,  neste artigo,  uma análise do conto “Momentos de ser: Os alfinetes de Slater não têm pontas” sob um duplo e indissociável viés: a violência simbólica, conforme explicitou Pierre Bourdieu, e a existência lésbica, no sentido proposto por Adrienne Rich. Pretendemos, ainda, através do estudo sobre ficções lébicas proposto por Laura Arnés, evidenciar como Woolf, ao ressignificar as relações entre corpo e texto,  desestabiliza “a estrutura canônica do desejo” (2018, p. 174), abrindo para novas possibilidades de leitura e escrita.

Referências

ARNÉS, L. “Ficções lésbicas: pontos de vista e contingências.” Revista Criação e Crítica, USP, nº20 – Dossiê Sáfico, 2018.
AUERBACH, E. “A meia marrom” In. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 2015.
BARRET, E. Virginia Woolf: Lesbian Readings. Edited by Eileen Barret and Patricia Cramer. New York and London: New York University Press, 1997.
BOURDIEU, P. A dominação masculina. 9ªed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.
CLEMENTS, S. “The Point of "Slater's Pins": Misrecognition and the Narrative Closet”. Tulsa Studies in Women's Literature. Vol. 13, No. 1 (Spring, 1994), pp. 15-26.
OXINDINE, A. “Sexing the epiphany in ‘Moments of being’, Woolf’s nice little story about sapphism”. Journal of the Short Story in English, 31, 1998. URL: https://journals.openedition.org/jsse/160
RICH, A. “Heterossexualidade compulsória e existência lésbica.” Tradução de Carlos Guilherme do Valle. Revista Bagoas, n. 5, 2010, p. 17-44.
RICH, A. “Quando da morte acordamos: a escrita como re-visão” In. BRANDÃO, I. Traduções da Cultura: Perspectivas críticas feministas (1970-2010). Florianópolis: Ed. UFSC, 2017.
WOOLF, V. A Haunted house: The complete shorter fiction. Edited by Susan Dick. London: Vintage, 2003.
_________. “Momentos de ser: Os alfintes de Slater não tem ponta” In. Uma casa assombrada/ contos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.
_________. Um teto todo seu. São Paulo: Tordesilhas, 2014.
_________. Profissões para mulheres e outros artigos feministas. São Paulo: L&PM Pocket, 2012.

Downloads

Publicado

2019-12-22

Como Citar

Nunes Galvão Caron de Oliveira, L. (2019). Uma flor em metamorfose: A existência lésbica em "Momentos de ser: "Os alfinetes de Slater não têm pontas", de Virginia Woolf. Jangada: Crítica | Literatura | Artes, 1(14), 106–120. https://doi.org/10.35921/jangada.v1i14.238

Edição

Seção

Dossiê