Quando "falha a fala" e "fala a bala": lingua(gem) e violência em Cidade de Deus, de Paulo Lins

Autores

  • Rita Gabrielli Pereira

DOI:

https://doi.org/10.35921/jangada.v0i3.27

Palavras-chave:

Lingua(gem), Subjetividade, Violência

Resumo

Cidade de Deus traz em si a história da construção do conjunto habitacional, cujo nome intitula o romance, e de sua transformação em uma das favelas mais violentas do Rio de Janeiro, por meio do entrecruzamento das histórias de Cabeleira, Bené, Zé Pequeno e Busca-Pé. Concebendo o romance, nos atos da escrita e da leitura, como uma enunciação (BENVENISTE, 1989a; 1989b; 1995a; 1995b) entre autor e leitor, constituída por outras enunciações — entre narrador e narratário e entre personagens — a partir do "ato ficcional" (ISER, 2002) do autor, vamos nos guiar por essa tessitura de/entre histórias para rastrear o modo como Lins relaciona linguagem e violência.

Palavras-chave: Lingua(gem), Subjetividade, Violência

______________________________

Cidade de Deus tells the history of the construction of the housing complex that entitles the novel and its transformation process into one of the most violent slums of Rio de Janeiro. By treating the novel as an enunciation (BENVENISTE, 1989a; 1989b; 1995a; 1995b) between author and reader, which is made of other enunciations ? between narrator and narratee and between characters ?, based on the author´s “fictional act”(ISER, 2002), we intend to analyze the way how
Lins relates language and violence.

Keywords: Language, Subjectivity, Violence.

Referências

BENJAMIN, Walter. O narrador: considerações sobre a obra de Nicolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 3 ed.Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1987, (Obras escolhidas, v.1) p.197-211.
BENVENISTE, Émile. A linguagem e a experiência humana. In: BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral II. 4 ed. Tradução de Eduardo Guimarães; Marco Antônio Escobar; Rosa Attié Figueira; Vandersi Sant'Ana Castro; João Wanderlei Geraldi; e Ingedore G. Villaça Koch. Campinas: Pontes. 1989 a. p. 69-80.
BENVENISTE, Émile. O aparelho formal da enunciação. In: BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral II. 4 ed. Tradução de Eduardo Guimarães; Marco Antônio
Escobar; Rosa Attié Figueira; Vandersi Sant'Ana Castro; João Wanderlei Geraldi; e Ingedore G. Villaça Koch. Campinas: Pontes. 1989 b. p. 81-90.
BENVENISTE, Émile. A natureza dos pronomes. In: BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral I. 4 ed. Tradução de Maria da Glória Novak e Maria Luisa Neri. Campinas: Pontes. 1995 a. p. 227-283.
BENVENISTE, Émile. Da subjetividade na linguagem. In: BENVENISTE, Émile. Problemas de linguística geral I. 4 ed. Tradução de Maria da Glória Novak e Maria Luisa Neri. Campinas: Pontes. 1995 b. p. 285-293.
ISER, Wolfgang. Os atos de fingir ou o que é fictício no texto ficcional. In: COSTA LIMA, Luiz (org.) Teoria da literatura e suas fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. v.2. p. 955-987.
LINS, Paulo. Cidade de Deus. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. 550p.

Downloads

Publicado

2018-04-03

Edição

Seção

Artigos